.
..                    
.                                                               
    
                          

 

Artigos Temáticos

 

    Principal de Artigos temáticos

 

Domínio Feminino

 

 

    Artigos
    Seguros
    Oportunidades
    Controle de Qualidade
    Pequenos empresários
    Serviços
    Mediação de Conflitos
    Mercosul
    Finanças&Investimentos
    Idéias
    Opinião
    Internacional

 

Seguros
    Enio Vieira
Fotográfos
    Jean-Marc
    Vantoen Pereira Jr.
Dentista
     Paulo Cardoso
Mercosul
    Marketeck/SA
Internacional
    International Food
    & Beverage Consulting
Serviços
    Pessoais

 

 

 

 

 

 

   ClubPenguin

 

    Maria da Penha Vieira ( * )
    30, abril/2008

 

Medalha MIssão Resgate

CP

Ainda não

Fancyblitz

Nação CP

Pop

CP"Br"

Prova9

Resumo

         Walt Disney Company (NYSE:DIS )nasceu no dia 05 de dezembro de 1901, e na mesma data do ano 2001 completaram-se cem anos do nascimento de Walter Elias Disney, "pai" de Mickey, do Pato Donald e de mais um time de estrelas do desenho animado. São quase 50 anos, desde o início da exibição de desenhos nas manhãs de sábado, a televisão foi a porta de entrada do público infantil no mercado de entretenimento. Ao verem o Mickey Mouse no Disney Channel ou em DVD, vão buscar produtos temáticos e querer ir ao Walt Disney World.

        Inicialmente, desde sua criação as produções cinematográficas da Walt Disney eram dirigidas ao público infantil. Supunha que estivesse sendo assim, à época. Contudo, o público foi ampliado para os adultos - que não resistiram, como não resistem até hoje as delicadezas dos desenhos animados produzidos pela Walt Disney. O mesmo fenômeno se recria no parque temático virtual do CP — ClubPenguin.com. Pensado para crianças e adolescentes de baixa faixa etária, um público de maioridade invadiu o ClubPenguin, como invadiu a DW, que o aceitou e o reconheceu.

       Em outubro de 2005, no Canadá, foi criado o ClubPenguin e em Agosto de 2007 a Walt Disney Internet Group investiu US$ 700 milhões no site canadense Club Penguin, (www.clubpenguin.com), que funciona, na mesma tradição da Disney Worl, um parque temático na internet, para todas as faixas etária desde os 6 anos de idade., Mesmo com a o controle acionário, a WDIG mantém os criadores do ClubPenguin.com original mantendos os três nomes que hoje ocupam cargos destacados na Diretoria: Lane Merrifield, Dave Krysko e Lance Priebe. Merrifield, Diretor Executivo tornou-se o Vice-Presidente da Walt Disney Internet Group (WDIG), reportando-se apenas ao WDIG Presidente Steve Wadsworth.

       Recentemente, em 15 de Abril/08, menos de um ano após a aquisição do controle o site passou por up-grade em termos gráficos além de ganhar servidor mais robusto como seria necessário. Novas criações para o marketing que estão bem mais atraentes e agressivas com distribuição de banners. Agora ostenta a marca Dysney.Com Games para inaugurar seus escritório em Brighton, Inglaterra, na abrangência do Reino-Unido-UK (United Kingdon ) no próximo mês de Maio, com grandes eventos no Zoo local.

 

O mundo dos replicantes Penguins

Desde os primeiros replicantes, incluindo as dolls, o replicante do ClubPenguin é o mais complexo, completo e saudável a seguir-se o princípio das idéias que é promover, para as crianças e jovens – mesmo os não tão-jovens - o bom convívio civilizado, oferecer noção de valores sociais e morais sem o padrão moralizador explicitado e sim estimulado.

A palavra avatar jamais pode ser considerada uma palavra adequada e no caso, está mais para replicante, pois, a idéia é reproduzir o humano do outro lado. Sendo ele a ver-se reproduzido ao manobrar as cordas de si mesmo, da sua própria marionete, da sua imagem na tela. Nesse caso específico, o Penguin no comando do seu eu.

O faz de conta constante é excelente exercício para que cada um se dê conta de como ele age no mundo real e como ele é estimulado a alterar seu comportamento pelo cumprimento das regras locais monitoradas com sutileza. Salvo aqueles que apresentam disfunção mental como o caso dos hackers.

O lado lúdico é sem dúvida apaixonante e não tem adulto que, tendo vivido a experiência e reativado seu lado criança, possa negar. Como qualquer hora de recreio e de brincadeiras precisa de limites até mesmo para adultos jovens.

Lastimável é o fato de que os pais não se interessem pelo que fazem seus filhos pela Rede. É de causar indignação o descaso dos pais para com os filhos em qualquer situação. Aconselhar aos pais que brinquem com seus filhos adolescentes? Por que não? Um jogo de damas, xadrez, ou montar quebra-cabeças é a mesma coisa de um jogo eletrônico, via internet que só irá acrescentar na medida em que a distância geracional encurta um pouco, ao menos.

Os filhos, inicialmente, sequer precisam saber que os pais são CPs. Seria interessante olhar os rostos desses garotos na hora em que um pai ou uma mãe revelasse. A sugestão não é, absolutamente, para que os pais se transformem em efetivos CPs e sim para viverem as experiências dos mundos de seus filhos. Até porque, o perigo de adultos interagindo com crianças levaria a outro possível imenso problema como constantemente estamos informados que é o aliciamento de crianças e menores na internet.

A sugestão é para que, ao tomar parte por algum tempo, os pais saibam o que fazem os filhos nas horas em que estão debruçados sobre o monitor e teclado e, melhor, para que vejam as falhas na educação ministrada nos lares

O ClubPenguin é uma versão da Disney para internet. Não se sabe ao certo como ela será finalmente desenvolvida, tendo em vista que aos poucos vão sendo criados novos ambientes. Um projeto de cidade - um país diria melhor - em constante exapansão e é este o grande plus para manter os membros em constante expectativa..

Porém a Ilha dos Pingüins já conta com uma estrutura necessária. Leis locais, movimentado comércio que gera empregos e diversão, floresta, vida noturna, parque residencial com toda privacidade, muita liberdade, e tudo mais que se precisa para viver com constante e renovado estímulo. Desde incentivo ao turismo ao serviço de inteligência, tudo para que crianças e jovens adolescentes aprendam a melhor forma para construírem suas vidas individuais desenvolvendo senso crítico, principalmente, ainda que não percebam diretamente o que lhes acontece e como isto acontece.

O constante monitoramento interno do site "toma o pulso" do visitante para descobrir suas intenções, logo que percebem comportamento diferente do comum ou normal, apresentado pelas faixas etárias. Mandam uma isca. Percebi isto com alívio, o que não significa que em algum momento não haja algum acontecimento que fuja ao monitoramento humano, de preferência, pelo que percebemos.

Para os responsáveis há opção recomendada e muito recomendada pelo site para que façam o bloqueio do que os pais considerem não ser apropriado para suas crianças. Ao escolherem o bloqueio o próprio site já tem definido o que não é conveniente para a faixa etária. Convém lembrar de que se trata de uma empresa de confiança como é a Walt Disney. Para tanto, o chat é permitido sem a aprovação dos responsáveis. Mesmo com o chat, no caso de crianças que escrevam em Inglês, há filtros impedindo a digitação de palavras inadequadas ou impróprias. Assim, a criança fica apenas com as frases previamente elaboradas disponíveis, emoticons e tudo mais que expressem sentimentos e ações, como dançar, por exemplo.

Toda forma de comunicação é arquivada para que estatísticas sejam analisadas bem como a movimentação dentro do site podem indicar as preferências e dentro dos resultados, novas idéias sejam desenvolvidas. As equipes também trabalham com mobilizações dirigidas para determinados espaços seja porque o querem promover seja por necessidade de desafogar o tráfego.

Puffles abandonados refugiados na Town. Qualquer Penguin sabe que a proporção do puffle quando passeia com seu "tutor" é bem menor.

O espírito do que, apenas parece ser, de puro entretenimento fica marcado nas festas particulares que acontecem a toda hora com convites abertos em logradouros públicos. Convites para formar banda de música, convite para ter o pingüim como amigo, tudo, com respeito à liberdade individual. Para ser amigo é preciso que o outro aceite. Tem ainda as competições, missões para os de faixa etária mais avançadas. Gangs, também. Os coins - o dinheiro - ganho no aparente jogo, em alguns casos, trata-se de remuneração pelo trabalho com objetivos de prover a si próprio. Pagar pelos cuidados com o animal de criação, aquisição de casa, mobiliário, roupas etc. O animal de estimação não é comprado e sim adotado. No caso de não ser bem cuidado o membro sofre sanções, como a perda do animal por fuga do mesmo - fugirá em função dos maus-tratos - ou adoção por outro penguim. Antes da sanção aos Penguins descuidados de seus puffles, eles os podem ver perambulando pelas ruas.

A Professora de Inglês, aposentada, da Escola Americana no Rio de Janeiro, Anna Lucia Pessoa que continua a alfabetizar — em Inglês crianças, a pedidos, filhos de seus ex-alunos e netos de amigos surpreende-se ao constatar que a maioria de seus alunos faz parte do ClubPenguin. Surpreende-se mais ainda ao saber que algumas avós têm seus replicantes nos Pingüins. Em breve o replicante da professora Anna Lucia estará lá para avaliar a qualidade deste convívio para o aprendizado inicial do idioma e utiliza-lo como mais uma ferramenta além de tantas e da fartíssima literatura oferecida aos pequeninos bem como aos alunos adolescentes em suas aulas.

.

 

 

 

( * ) Executiva do Domínio Feminino.

Alto

DF
Interativas

Amizade

ClubeDF

CtrlQualidade

Participe
Expatriates

Onça

Amor

Seguros

Socorro

Trabalho&

Negócios

Serviços

Separação

Moda

ElesPorEles

Viagem

Cultura

NetColun@

NetHumor

Brechando

Entrevistas

Mulher

JovensElas

Noivas/Noivos

Perfumes

Lar&Casa

Lojas

Saudável

Internacional

Lazer

Lojas

Temáticos

Editorial
Opinião
Editora
DF

[ Domínio Feminino © 1998-2008. Todos os direitos reservados. ] Brasil - Brazil We speak Brazilian Portuguese

INSURANCE BROKER Enio Vieira - Brazil