.
..                    
.                                                               
    
                          

 

    Artigos
    Seguros
    Oportunidades
    Controle de Qualidade
    Pequenos empresários
    Serviços
    Mediação de Conflitos
    Mercosul
    Finanças&Investimentos
    Idéias
    Opinião
    Internacional

 

Seguros
    Enio Vieira
Fotográfos
    Jean-Marc
    Vantoen Pereira Jr.
Dentista
    Paulo Cardoso
Mercosul
    Marketeck/SA
Internacional
    International Food
    & Beverage Consulting
Serviços
    Pessoais

 

 

 

 

 

 

    E se?

    A teoria da Conspiração não for só teoria?

       Angela Riore
       05, Outubro/2010

 

 

Certamente nossos leitores já conhecem a Teoria da Conspiração. O que voces podem não conhecer ou não saber é que nem sempre é apenas teoria. Vamos, então, fazer uma espécie de teste sobre o atual momento político brasileiro, dado que as eleições gerais do dia 03 de outubro são dadas como finadas. Então respondam as seguintes perguntas:

a) Você acredita nos políticos brasileiros que estão aí em busca de seu voto?
b) Você acha que o atual governo brasileiro é honesto e que os escandalos apontados nos últimos tempos, e o atual na Casa Civil (caso Erenice Guerra) são invenções da imprensa como alega o Presidente Lula?
c) Você acredita nas pesquisas eleitorais em curso no que se refere a Presidente?
d) Você acha que existe oposição no Brasil?
e) Você acha que dentre os partidos políticos atuais, existe algum que o represente em termos de idéias e ideais para o Brasil?

Se você respondeu sim as perguntas : a, b, c e d sugiro que leia e informe-se muito mais, mude seu círculo de amigos e, se não o fizer ou não se importar com isso, não tenho dúvidas que você deve estar se beneficiando de alguma forma com o status quo vigente.


Se você respondeu sim a última pergunta, você é o próprio Diógenes (aquele da lanterna, lembra-se?) só que, não procurando um homem honesto, mas um político brasileiro, o que convenhamos, é muito mais difícil e até mesmo impossível nos dias atuais. Se encontrar algum, ganha uma prenda. .

Para provar que não é só teoria a conspiração existente há pelo menos 20 anos no Brasil, vamos abordar o suposto candidato de oposição José Serra do PSDB e sua campanha presidencial face a Dilma Roussef e Marina Silva. Como todos devem se lembrar, todos passamos meses ouvindo e vendo em entrevistas se ele seria ou não candidato a Presidente.

Enquanto isto o governador de Minas Gerais Aécio Neves não perdia oprtunidade para dizer que era candidatíssimo a Presidente e para tanto exigia uma prévia em seu partido (como as primária americanas de um jeito meio torto) já que sabia da preferência de ampla base do partido em ungir José Serra ou até mesmo Geraldo Alckmim, mas achava que numa prévia poderia obter a indicação. Meses se passaram (quase 12) e finalmente Serra decidiu (não sem antes obter base sólida e garantias dentro do PSDB) que seria candidato e para tal deixaria o governo de São Paulo no último prazo previsto na Lei Eleitoral. Aécio Neves joga a toalha e sai com o bonito discurso de unidade partidária e pensamento de primeiro o Brasil e depois suas ambições pessoais. .

Seria então candidato ao Senado pelo bem do Brasil e lutaria para eleger seu sucessor Antonio Anastasia pelo bem de Minas Gerais. Geraldo Alckmim sai candidato a Governador de São Paulo e assim fica resolvida a equação do partido, não só no mais rico estado do País como nacionalmente. Em todo este "imbróglio" porém tem algo assustador. Serra antes de comunicar ao País e talvez até mesmo a seu partido sua decisão de candidatar-se a Presidente, comunicou-a uma semana antes ao Sr. Luiz Inácio Lula da Silva. Isto é mais ou menos como o cobrador de um penalty comunicar ao goleiro adversário o canto em que vai chutar (pode copiar Lula). Aliás, esta informação que eu já tinha de fonte fidedigna foi confirmada outro dia no jornal O Globo, pelo jornalista Elio Gaspari.

Um pouco lá atrás, todos se lembram da postura do FHC na campanha de 2002 ao transmitir a Lula a faixa presidencial de forma tão civilizada, mas mal conseguindo disfarçar a satisfação de entregá-la a um suposto esquerdista.Tanto que Lula, posteriormente, elogiou e mostrou-se surpreendido com tal atitude por parte de FHC a quem tanto combatera antes, durante e depois, inclusive com ataques pessoais bastante pesados e sem provas.Tudo jogo de cena. O jogo fora combinado entre eles e a única condição era que as urnas decidiriam. Quem ganhasse assim procederia.

A Roleta Russa

No Brasil de hoje não temos grandes escolhas políticas a fazer. Não há encruzilhada à vista, apenas uma rotunda ajardinada de cravos vermelhos, um round-about de mão única, sem sinalizações que possam oferecer opções para outros caminhos além dos direcionados à esquerda.

Em 2006 após Geraldo Alckmim vencer Serra na indicação dentro do partido foi o que se viu. FHC fingindo-se de morto e com cara de paisagem quando aparecia. Alckmim escondendo FHC e seus feitos quando presidente, inclusive no derradeiro debate na TV Globo quando Lula atacou violentamente as privatizações e ele fingiu-se de morto e de desentendido, não movendo uma palha para defender o legado de seu próprio partido. Impossível entender a lógica deste jogo, onde um candidato refuga ou omite os feitos de seu próprio partido quando governo. Vá na Praça da Sé e desande a falar mal do Corinthias para ver o que acontece. Se tens amor a vida, recomendo que não o faça.

Agora vamos falar da atual campanha do Serra.

 

Se não bastasse a sua total falta de carisma, consegue somar a isto uma total falta de estratégia política de campanha. Errática, tentando comparar biografias e experiência, o que não interessa ao eleitor, salvo se tiver a coragem de mostrar quem foi a Dilma, sem tirar uma vírgula, já que não inventou nada e são fatos comprovados e oficiais, mesmo que não seja o oficial dos seus sonhos. Serra chegou ao cúmulo de apresentar Lula em sua propaganda eleitoral. Serra não passa firmeza de pontos de vista e fala sempre com a mesma entonação seja sobre o que for, bom ou mal, certo ou errado, e o principal:quer ser o governo da continuidade e fazer melhor.

Leiam o que eu disse ao Lula em novembro de 2003.
C —
Meio Ambiente : Para ser econômica no tema, o que faz a competente e correta Ministra Marina Silva no seu governo?

Só que aí, o eleitor prefere a adversária, por entender que ela sendo a indicada e ex-ministra de Lula tem melhores condições para tal. Em minha opinião o Serra não se importava de perder a eleição e, aliás, ele já falou isto, em um contexto de que não seria o fim do mundo para ele, quando perguntado sobre o tema. Realmente, não é o fim do mundo, nem para ele nem para ninguém, mas não podia admitir isto publicamente. Falta-lhe garra para encarar tal desafio e sendo assim, deveria ficar em casa e dar lugar para outro que encare como luta de vida ou morte, pois só assim (e com muito dinheiro, claro) se ganha eleição presidencial em qualquer parte do mundo. Mas no fundo, não tenho dúvidas de que há algo no ar, e não são só os aviões de carreira. Se ele realmente quisesse ganhar, se apresentaria como o candidato da oposição e não como continuista do atual governo. E o que seria esta oposição?

A oposição ao dirigismo do PT em todas as suas formas (vide Lei da Palmada, estatizações, etc..) MENOS GOVERNO, IMPOSTOS, BUROCRACIA, INGERÊNCIA NA VIDA DO INDIVÍDUO, OPORTUNIDADES PARA EMPREENDEDORES, Escolas Públicas qualificadas, Saneamento como prioridade e Reforma Política, Tributária, Judiciária e a principal: Reforma do Sistema Político, implantando o federalismo de fato no Brasil, o que nos levaria a menos Brasília e muito mais Município, onde vivemos, e o Estado.

Quanto a candidatura Dilma, o poste tirado do bolso do colete (que bolso grande hein?) do Lula não se iludam. Trata-se tão somente de alguém que sendo eleita irá fazer o serviço sujo para o Lula (controlar a imprensa, reestatizar a Vale, estatizar vários segmentos da economia ditos estratégicos, reforma agrária à moda do PT e PCB etc..) para quando este voltar em 2014 já encontrar o caminho aplainado e sem manchar a sua biografia. Só falta combinar com os russos, (como diria o saudoso Mané Garrincha), no caso o eleitor brasileiro, o idiota sempre à disposição para ungir todos aqueles que prometem de um lado, tiram (em dobro) do outro e o que não pode faltar é samba, cerveja, futebol e pagode.

O que o quadro acima demonstra, é que o velho sonho da esquerda nacional de fusão entre o PT e o PSDB ainda não morreu. Com as cabeças pensantes do PSDB e PT juntas e a militância deste último, estaria formado um partido de esquerda hegemônico que teria todas as bençãos do socialismo mundial por quem são financiados.

A Conspiração acima na verdade não foi inventada aqui.Trata-se na realidade de um programa socialista mundial (vocês certamente viram a saga Guerra nas Estrelas, onde o Império e a Federação lutavam entre si) e o último bastião está em vias de ser conquistado. O Estados Unidos da América. Com a eleição do Obama e como sempre com o disfarce do Direitos Humanos, melhores oportunidades para todos, pleno emprego, prosperidade,justiça, assistencialismo barato, cotas de vários tipos, etc... . Podem olhar que por trás de tudo e no rastro de, estão ONG poderosas financiadas por governos, fundações e milionários supostamente preocupados com o bem estar do mundo e das pessoas menos favorecidas.Tudo mentira, podem crer.O único e enorme problema e que certamente colocará tudo a perder em se tratando dos Estados Unidos é um pequeno detalhe (pequeno para eles,claro) : O Povo americano. Este não se deixará enganar e não aceitará qualquer coisa que fira sua Constituição, cerceie sua liberdade de expressão e de empreender, pagar para quem não trabalha ou está ilegal em seu país, aumento de impostos para financiar políticas eleitoreiras e de cunhos duvidosos.

Podem esperar os próximos capítulos, porque lá, realmente, o buraco é mais embaixo. E para não incomodá-los mais, chamo a atenção para os desdobramentos da atual campanha, especialmente para a "oposição": Se Dilma vencesse no 1º turno a tal "oposição" ficaria no limbo por pelo menos 8 anos, desde claro, que não aparecessem os esperados escândalos do governo dela. Ocorrendo, mesmo assim, será apenas um canudinho estendido para respirarem e precisarão ter muita competência para sair de lá o que, decididamente, ela não tem. Neste 2º turno (e eu sempre acreditei na possibilidade ) trata-se de outra eleição, contrariando quem diga que é apenas prorrogação. Aí, mesmo Dilma ganhando, a "oposição" terá uma sobrevida, poderá se reciclar e terá tempo para aprender a ser realmente oposição. É neste 2º turno que as chances de vitória de José Serra aumentam consideravelmente ,já que será cara a cara e não dará mais para esconder-se. E isto vale para os dois.

O voto

Sem mais disfarces

Propaganda de Lula e Hitler

Dos Clubes à tutela estatal

 

 

 

Alto

DF
Interativas

Amizade

ClubeDF

CtrlQualidade

Participe
Expatriates

Onça

Amor

Seguros

Socorro

Trabalho&

Negócios

Serviços

Separação

Moda

ElesPorEles

Viagem

Cultura

NetColun@

NetHumor

Brechando

Entrevistas

Mulher

JovensElas

Noivas/Noivos

Perfumes

Lar&Casa

Lojas

Saudável

Internacional

Lazer

Lojas

Temáticos

Editorial
Opinião
Editora
DF

[ Domínio Feminino © 1998-2010. Todos os direitos reservados. ] Brasil - Brazil We speak Brazilian Portuguese